12 melhores cenas de sexo do cinema para ver sem pudor
12 melhores cenas de sexo do cinema para ver sem pudor

12 melhores cenas de sexo do cinema para ver sem pudor
Ao longo das últimas décadas, o cinema foi capaz de nos agraciar com várias cenas sensuais marcantes. Relembre as melhores
De Olhos Bem Fechados é muito lembrado pela icônica cena de orgia entre pessoas mascaradas em uma mansãoNo cinema nacional, a adaptação de Um Copo de Cólera também contém cenas de sexo de tirar o fôlego

Portal Areah

Parte fundamental da vida, o sexo já foi representado do cinema de várias formas, algumas mais realistas, outras nem tanto. Seja como for, uma cena de sexo, quando bem feita, pode ser essencial para a história retratada, além de prender muito mais nossa atenção na tela. Afinal, quem nunca, ainda na infância, teve um vislumbre de cenas mais picantes enquanto assistia um filme ao lado dos pais, apenas para ter os olhos tapados ou o canal trocado na hora, para nossa frustração?

Para nossa sorte, o cinema está cheio de cenas de sexo dignas de nota, das mais contidas às mais ousadas, que frequentemente são motivo para polêmica. Também não se restringem ao sexo heterossexual, já que o sexo entre dois homens ou duas mulheres - como você verá a seguir em mais de um exemplo contidos nesta lista - é igualmente comum e bem explorado.

Foram também as cenas de sexo mais polêmicas, em grande parte, as responsáveis por impulsionar as carreiras de algumas atrizes pouco conhecidas antes de gravá-las, como é o caso da então estreante Sharon Stone, estrela de Instinto Selvagem e, mais recentemente, da francesa Adèle Exarchopoulos, que protagonizou cenas de sexo quentíssimas com a atriz Léa Seydoux em Azul é a Cor Mais Quente.

Quer saber quais são as melhores cenas de sexo do cinema? Confira a seguir:

#1 - AZUL É A COR MAIS QUENTE (2013)

Azul é a Cor Mais Quente é uma adaptação da história em quadrinho homônima, escrita e desenhada por Julie Maroh, e publicada em 2010 - FOTO: Reprodução

Neste filme francês que narra a história de amor entre a jovem Adèle (Adèle Exarchopoulos), uma garota de 15 anos que ainda está se descobrindo sexualmente, e Emma (Léa Seydoux), as cenas de sexo (que não são poucas) são um espetáculo à parte. Ousadas e bastante gráficas, as cenas de sexo em que as duas atrizes contracenam têm direito a tudo: beijos quentes, chupadas, dedadas e tudo mais que você possa imaginar. Impossível ver apenas uma vez.

#2 - 9 ½ SEMANAS DE AMOR (1986)

Os produtores ofereceram a protagonista de 9 1/2 Semanas de Amor para Kathleen Turner (de Corpos Ardentes), mas a atriz não topou - FOTO: Reprodução

No auge de suas carreiras em Hollywood, Kim Basinger e Mickey Rourke protagonizaram este precursor bem menos ingênuo e muito mais sensual e erótico de Cinquenta Tons de Cinza. Na trama, a bela e sexy Elizabeth (Basinger) se envolve com o ricaço misterioso John (Rourke). Logo, o relacionamento deles é dominado por jogos sexuais cada vez mais intensos. Destaque para a cena de striptease ao som de "You Can Leave Your Hat On", de Joe Cocker, e para a cena de sexo selvagem na chuva.

#3 - PECADO ORIGINAL (2001)

Apesar das críticas negativas à época de lançamento do filme, Pecado Original ainda é lembrado pelas cenas de nudez e sexo de Angelina Jolie - FOTO: Reprodução

Não por acaso, a atriz Angelina Jolie é uma das mulheres mais desejadas do mundo, e não apenas pelos homens. Em Pecado Original, refilmagem de A Sereia do Mississipi, Jolie interpreta Julia, uma mulher sedutora e misteriosa que se casa com o cubano Luis Antonio Vargas (Antonio Banderas), um rico comerciante de café. A intimidade do casal atinge seu ápice em uma cena quentíssima entre Jolie e Banderas, capaz de fazer você a cena várias e várias vezes apenas para rever Jolie como veio ao mundo.

#4 - LARANJA MECÂNICA (1971)

Além da cena de sexo aqui mencionada, Laranja Mecânica conta ainda com uma cena de estupro que o fez ser censurado em alguns países - FOTO: Reprodução

Neste clássico distópico do diretor Stanley Kubrick, baseado na obra de Anthony Burgess, Alex DeLarge (Malcolm McDowell), um sociopata líder de uma gangue de arruaceiros, diverte-se praticando estupros e atos de "ultraviolência". O filme, apesar de polêmico por causa de seu conteúdo explícito, nos entrega uma das melhores cenas de sexo quando Alex leva duas garotas para seu quarto. Originalmente com 28 minutos de duração, a cena foi acelerada durante a montagem e resumida para cerca de 1 minuto na versão final.

#5 - PARAÍSOS ARTIFICIAIS (2012)

A personagem de Nathalia Dill é a mais ousada de sua carreira, com direito a cenas de nudez e sexo - FOTO: Reprodução

Apesar das (muitas) críticas negativas, o nacional Paraísos Artificiais ainda tem seus méritos. Tocando nos temas das drogas recreativas, festas rave e tráfico, o filme conta a históra de Nando (Luca Bianchi) e Érika (Nathalia Dill), que se conhecem durante uma festa, vivem um momento intenso juntos e se separam apenas para se reencontrarem anos depois em Amsterdã. Para quem viu, a cena mais inesquecível é na qual Érika recebe um sexo oral entusiasmado da melhor amiga, Clara (Lívia de Bueno).

#6 - ANTICRISTO (2009)

Este é o 1º de três filmes em que o diretor Lars von Trier e a atriz Charlotte Gainsbourg trabalharam juntos - FOTO: Reprodução

O diretor Lars Von Trier é conhecido por seus filmes, no mínimo, perturbadores. E o horror Anticristo não foge à regra. A trama acompanha a história do casal interpretado por Willem Dafoe e Charlotte Gainsbourg, que mudam-se para uma casa no meio da floresta na tentativa de superar a morte de seu único filho. A obra começa com uma sequência de sexo explícito em câmera lenta e, mais à frente, várias cenas carregadas de violência sexual e sadomasoquismo estão presentes.

#7 - DE OLHOS BEM FECHADOS (1999)

Para que o filme pudesse ser assistido por uma audiência mais jovem, a cena da orgia contém pessoas geradas por computador, que encobrem os atos sexuais mais explícitos - FOTO: Reprodução

Último filme de Stanley Kubrick antes de seu falecimento, em 1999, De Olhos Bem Fechados é outra obra do diretor envolta em polêmica devido às cenas de sexo explícitas e elementos de impacto psicológico. Estrelado por Tom Cruise e Nicole Kidman, o filme conta a história do casal Bill e Alice, que têm seu casamento perfeito abalado quando ela revela ter desejos por outro homem. A sequência mais icônica do filme acontece quando Bill observa uma orgia entre pessoas mascaradas enquanto percorre os salões de uma mansão.

#8 - INSTINTO SELVAGEM (1992)

Originalmente, era intenção dos produtores que Kim Basinger interpretasse a personagem Catherine Tramell - FOTO: Reprodução

O filme que levou Sharon Stone à fama com a cruzada de pernas mais excitante da história de Hollywood narra a história do relacionamento entre o policial Nick Curran (Michael Douglas) e Catherine Tramell (Stone), uma escritora acusada de ter cometido um crime. Com várias sequências de sexo quentíssimas entre os protagonistas, o filme foi alçado ao status de clássico erótico por críticos e fãs. Instinto Selvagem ganhou uma continuação 14 anos depois, mas apesar de toda a sensualidade de Sharon Stone em novas cenas de sexo, o filme não chegou nem perto do sucesso de seu predecessor.

#9 - BUDAPESTE (2009)

Chico Buarque levou dois anos para concluir o livro "Budapeste", no qual o filme é baseado - FOTO: Reprodução

Neste filme brasileiro baseado na obra homônima de Chico Buarque (que faz uma pontinha no longa), José Costa (Leonardo Medeiros) é um bem sucedido ghost writer. Seu maior sucesso comercial é O Ginógrafo, que conta as aventuras amorosas de um turista alemão, Kaspar Krabbe (Antonie Kamerling), no Brasil. Paolla Oliveira e Débora Nascimento protagonizam belas cenas de sexo em encenações de algumas passagens do livro, nas quais o personagem conta como usava o corpo de suas várias amantes para escrever.

#10 - NINFOMANÍACA (2013)

Nicole Kidman foi a primeira atriz escolhida para o papel principal de Ninfomaníaca - FOTO: Reprodução

Impossível deixar Ninfomaníaca de fora desta lista. Também dirigido por Lars Von Trier, a obra, que foi dividida em duas partes, conta a história de Joe (Charlotte Gainsbourg), uma mulher que é encontrada bastante machucada em um beco por Seligman (Stellan Skarsgard), que lhe oferece ajuda. Ao despertar, Joe começa a contar detalhes de sua vida para Seligman, assumindo ser uma ninfomaníaca e narrando algumas das aventuras sexuais que vivenciou. Em cenas bastante explícitas, os personagens praticam sexo oral, sexo anal, sexo a três e muito mais. 

#11 - UM COPO DE CÓLERA (1999)

Este é o 2º de 5 filmes em que Alexandre Borges e Julia Lemmertz atuaram juntos - FOTO: Reprodução

Baseado no livro homônimo de Raduan Nassar, este talvez seja o filme brasileiro com as cenas de sexo mais reais já dirigidas na ficção nacional. Na trama, um ex-ativista e uma jornalista politizada vivem uma noite de sexo intenso em cenas quase explícitas, com direito a ejaculação no corpo da mulher. O casal de protagonistas é vivido por Júlia Lemmertz e Alexandre Borges, que já eram casados na época das filmagens.

#12 - MATCH POINT (2005)

Este filme marca a primeira parceria entre Woody Allen e a atriz Scarlett Johansson. Eles também trabalharam juntos em Scoop - O Grande Furo (2006) e Vicky Cristina Barcelona (2008) - FOTO: Reprodução

Woody Allen é conhecido principalmente pelas sátiras presentes na maioria de seus filmes, mas em Match Point o diretor opta por um estilo mais sutil ao contar a história de amor extraconjugal entre o professor de tênis Chris Wilton (Jonathan Rhys Meyers) e Nola Rice (Scarlett Johansson), namorada do irmão de sua esposa. Com diversas cenas de sexo entre os dois personagens ao longo do filme, a mais icônica é aquela na qual os dois fazem amor em um campo de trigo durante uma chuva.

Por Luis Carvalho
Nerd full time, viciado em literatura, HQs, games, filmes e séries, descobriu o amor pelo jornalismo ao perceber que não sabia fazer contas.